segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Pequenas Guerreiras Clarice, Cecília, Catarina e Camilla e mamãe Sandra em: Prematuro, a luta pela vida

Já curtiram nosso blog no Facebook? http://www.facebook.com/PeqGuerreiros

Big Família feliz!
Já pelo título, acho que não preciso explicar mais nada... super mamãe Sandra e sua Big Família!

É com prazer que divido com vocês um pequeno resumo da nossa história. Eu sou a Sandra, portuguesa, casada com Marcellus, brasileiro, mãe de cinco lindas filhas. Moramos em Belo Horizonte, Minas Gerais. Nossa história começa com um longo namoro, depois o casamento e a grande vontade de termos filhos. Depois de três anos de casados tivemos a Clara que foi concebida naturalmente e nasceu em 1998. O tempo foi passando e a vontade de aumentar a família era muito presente. Depois de oito anos e várias tentativas, um aborto e mais tentativas, resolvemos procurar uma clínica de reprodução assistida. Iniciamos o tratamento e fizemos FIV (fertilização in vitro). Foram implantados quatro embriões.

Depois de vinte dias fizemos o teste e deu positivo. Não me cabia de tanta felicidade! Dez dias depois fomos fazer o ultra-som. Lá estavam duas bolinhas redondinhas e lindas. Fiquei super emocionada e feliz pela possibilidade de ter gêmeos. Saímos de lá felizes da vida. Mais vinte dias e fomos fazer outro ultra-som. Começando o exame o médico disse: "É, tem uma turminha boa aqui!". Eu disse: "É, são gêmeos." O médico logo se emendou: "Não senhora, tem mais que dois aqui dentro". Eu comecei a ficar muito nervosa. O médico muito calado, observando e dizendo: É, se eu não estivesse vendo, não acreditava, tem QUATRO BEBÊS, dois são gemelares. São três placentas e quatro bebês.

Dos quatro embriões, três ficaram e um se dividiu. Eu fiquei doida! Gritava, chorava, ria e falava, "Olha direito, só tinha dois, como é que agora tem quatro? Olha direito!! Ele olhava e dizia, "Realmente são quatro fetos." O meu marido ficou branco como a parede, sem fala, só me olhando e depois disse: Parabéns! Foi um misto de sentimentos. Primeiro uma euforia, alegria, felicidade. Depois preocupação com o futuro, preocupação com a gestação e com a saúde dos bebês. Tive um hematoma no útero que me causou sangramento por três meses. Foi um período de angústia e ansiedade. Eu queria muito aqueles bebês, não queria perder nenhum. Com isso fiquei de repouso absoluto até o hematoma ser absorvido. Graças a Deus, tive um acompanhamento médico excelente. Meu pai é médico e eu confio plenamente nele. Ele me acompanhou como o fez na gestação da Clara. Claro que ele ficou super preocupado como médico e como pai, mas tudo deu certo. Ele é contra a redução de embriões e como nós também somos, levamos a gestação a frente com muita esperança e confiança em Deus. Minha mãe veio de Portugal, pois ela mora lá, e se mudou para cá com o propósito de nos ajudar. Se não fosse ela, no início, teríamos ficado muito atrapalhados. A Clara tomou um susto quando ficou sabendo que teria quatro irmãos. Filha única durante 11 anos, agora seria a irmã mais velha de quatro crianças.

A gestação correu bem. Não tive nenhuma complicação. Engordei 18 quilos e fiquei de repouso absoluto desde o quinto mês de gestação. Só levantava para ir ao banheiro e de vez em quando ia na sala. Com 23 semanas de gestação, descobrimos que eram quatro meninas. Já tínhamos o nome de duas, Clarice e Cecília e a Clara e o Marcellus escolheram os outros dois nomes, Catarina e Camilla.

Com 29 semanas completas de gestação tive um sangramento, fui correndo para o hospital e nossas bonequinhas nasceram dia 13 de abril de 2009. Primeiro o vovô tirou a Clarice com 1,140 quilos, depois Cecília com 1 quilo, depois Catarina com 800 gramas e por fim Camilla com 885 gramas. As gemelares nasceram menorzinhas e são assim até hoje. São duas morenas, as bivitelinos e duas loirinhas, as gemelares.

O período de UTI foi um capítulo a parte. Tudo era novo e muitas vezes assustador. As informações precedentes que tínhamos eram poucas, só depois que vivenciarmos é que percebemos como é complexo o mundo da prematuridade. Momento de muita dor, alegrias, ansiedades, frustrações, enfim, momento de aprendizagem. Depois de vários meses de UTI, muitas intercorrências, infecções, hemorragias, elas foram pra casa na ordem do nascimento. Clarice com 49 dias, Cecília com 61 dias e as gêmeas com 4 meses. A Camilla teve mais azar, contraiu uma infecção grave, meningite, desenvolveu hidrocefalia e demorou porque os médicos não conseguiam acabar com a infecção. A Catarina ficou só para esperar a irmã. Já não tinha o porquê ela estar lá, mas enquanto não mamasse sozinha, não poderia ter alta. Então Catarina saiu no domingo e Camilla na quinta-feira.

Com as quatro em casa ficamos aliviados e muito, muito, muito cansados. Tivemos que contratar uma babá, a família se revezava para nos ajudar e assim passamos o primeiro ano com muito trabalho e muita alegria. Nossa casa nunca mais ficou vazia. Está sempre cheia de gente. Se uma criança enche uma casa imagina quatro crianças juntas e uma pré-adolescente. A Clara nos ajudou muito e ajuda. Ela se revelou uma ótima irmã, preocupada, carinhosa e brincalhona. Já passamos mais um ano e agora as coisas estão mais fáceis.

Agora ser mãe de quadrigêmeas não é fácil. Tenho que estar sempre atenta para dar atenção a todas elas. Tem momento que tenho vontade de pegar todas no colo, mas não posso. Temos que ter paciência multiplicada por quatro, fraldas para quatro, leite para quatro, roupas e sapatos para quatro. Como podem perceber tudo aqui é multiplicado por quatro, inclusive a alegria, a farra a bagunça, a falta de sono dos pais, o amor dado e recebido, as birras, os choros, as viroses, etc. No nosso caso, ainda temos mais uma então a conta aumenta. Agora elas já estão com 2 anos e disputam o colo, a atenção e o carinho a todo o momento. O bom é que já estão aprendendo a esperar e dividir. Correm pra todo o lado, fazem muita bagunça e já estão na escolinha, Clarice, Cecília e Catarina. Camilla só vai ano que vem. E estão numa fase muito legal iniciando a fala.

Ser responsável por cinco vidas é uma tarefa grandiosa. Muito trabalho e diversão garantidos. Agradeço a Deus pela confiança que teve em nós para tal missão. Temos feito todo o possível para lhes dar tudo o que precisam. Claro que temos muita ajuda da família e amigos. Sem eles tudo seria mais difícil. Temos uma equipe médica muito competente, pois prematuros precisam de um controle mais delicado, principalmente a Camilla que demanda fisio, fono, neuro, oftalmo e pediatra. Só temos a agradecer por termos cinco filhas lindas, saudáveis e perfeitas. Quadrigêmeos, com certeza, não é para qualquer um. Tem que ter muita paciência e dedicação. Força extra e muito amor para dar. Não consigo mais pensar na minha vida sem minhas bonequinhas. Nós queríamos mais um filho e como Deus é bonzinho nos Deu mais quatro. Quem quiser acompanhar essa jornada e ficar por dentro das novidades é só nos acompanhar no blog: http://www.bigfamilia-clasamar.blogspot.com/. Um grande abraço e muitos beijinhos de Sandra e Big Família


Editado por Monica mãe de Beatriz

Quer ler aqui a história de seu bebê? Mande um e-mail com fotos e autorização para: pequenosguerreiros@hotmail.com.
Todas as histórias são editadas antes de serem postadas.
O Projeto Pequenos Guerreiros apoia a amamentação do prematuro ao seio.
Não nos responsabilizamos pela veracidade dos fatos.
O Projeto Pequenos Guerreiros é a favor da liberdade de credo.

2 comentários:

  1. adoro essa familia, ja os acompanho atravez do blog, e me emocionei muito mais com a historia

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela postagem, como sempre é um excelente artigo. A Internet no Brasil realmente precisa de postagens de qualidade como estas que você está nos oferecendo. Gostaria de lembrar também um ótimo agregador de conteúdos que vem se destacando muito, que é o Pop Blogs:
    http://www.popblogs.net

    Divulgue quantas postagens gratuitamente você quiser todos os dias (não há limites), sem fila de espera, tenha seus links publicados em nosso site e aumente muito mais as visitas diárias de seu blog.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...