segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Prematuro, a luta pela vida: a historia da Pequena Guerreira Giovanna, da mamãe Larissa e do papai Julio

A linda família no
batizado de Giovanna,
com 8 meses!
A mamãe Larissa enfrentou a perda do pai e uma trombose, mas Giovanna veio ao mundo apressadinha para trazer esperança esta família! Acompanhe esta homenagem de primeiro aniversário, escrita pela mamãe, com apoio do papai!

Em 2007, tudo ia bem até descobrirmos que meu pai tinha um câncer maligno já com metástase. O médico acreditou que teria apenas um mês de vida. O mundo de todos em casa, e dos que sempre estavam conosco, desabou. Para piorar a situação, eu que sempre fui fechada e guardava as coisas para mim, tive uma TVP (trombose venosa profunda) e fiquei internada quinze dias para que a trombo não subisse ao coração, tomando anticoagulantes e em repouso absoluto. Meu pai faleceu e a vida continuou...

Três anos depois, eu que sempre fui magrela, comecei a engordar e todos já suspeitavam da gravidez, menos eu. Não tomava anticoncepcional por contra da trombofilia. E como diz o ditado, quem está na chuva é pra se molhar. Confesso que não esperava engravidar, até que, no dia 25 de fevereiro de 2010, descobri que estava esperando alguém que viria para mudar nossa vida para melhor, nos tonar uma família de verdade. Só não sabia que junto com a gravidez começaria uma luta para que tudo corresse bem até o final.

Por conta da TVP, minha gravidez se tornou gravidez de risco e eu tive que tomar injeções de anticoagulante todos os dias até o nascimento da Giovanna. Para mim não foi nenhum sacrifício, afinal eu só queria ter minha filha em meus braços o mais rápido possível e acho que ela também. No dia 12 de setembro de 2010, com 34 semanas, rompeu-se minha bolsa. Não tinha nada, contrações, dores, sangramento, nada. Só uma bolsa rota e uma ansiedade que tomava conta de mim a cada vez que eu imaginava que estava perto a hora de ver o rostinho da minha filha. Até ela nascer foram dezoito horas de espera. Tive que ser transferida de cidade porque onde moro não tem UTI Neonatal. A previsão era que talvez Giovanna precisasse.

Tentaram induzir o parto normal, mas eu não tive dilatação. Resolveram, então, optar pela cesárea, já que eu já tinha perdido quase todo líquido. Eu só queria mesmo é que aquele parto fosse o melhor pra minha filha e que ali começasse uma nova vida, sem altos riscos.

Às 18h40 do dia 12 de setembro de 2010, nasceu minha princesa. Com apgar 9 e 10, pulmão a todo vapor e sem nenhum motivo de ficar na UTI! A primeira de suas vitórias, como ela nasceu com 1,920 quilos, precisamos ficar no hospital por longos doze dias que pareciam não passar nunca. Nesse tempo passamos com fono e milhares de enfermeiras para tentar colocar no seio, o que não foi bem sucedido. A pequena não tinha sucção suficiente, mesmo assim somos a favor do aleitamento materno. Hoje entendo que para que um bebê seja amamentado não basta só a mãe querer, mas haver condições para tal.

Hoje minha “pequena” está prestes a completar 1 aninho, cheia de saúde, felicidade e amor! Veio completar o que estava vazio, alegrar o que estava triste. Veio para mudar, veio para renovar e mostrar que quando a gente quer, a gente tira forças até de onde não tem. Sem deixar de citar que o papai sempre esteve e está presente, auxiliando a mamãe e dando forças!


Editado por Monica mãe de Beatriz

Quer ler aqui a história de seu bebê? Mande um e-mail com fotos e autorização para: pequenosguerreiros@hotmail.com.
Todas as histórias são editadas antes de serem postadas.
O Projeto Pequenos Guerreiros apoia a amamentação do prematuro ao seio.
Não nos responsabilizamos pela veracidade dos fatos.
O Projeto Pequenos Guerreiros é a favor da liberdade de credo.

13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Lari! Que ótimo! Nem precisou ir para a UTI! E concordo com você. Nem sempre a boa vontade da mãe para amamentar é o suficiente. É necessário sim persistir, lutar e tentar, mas saber também que às vezes não é possível e aceitar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Lari, vim aqui pra ler sua história, e parabéns, vocês são vitoriosos viu!
    Não conhecia esse cantinho dos prematuros, já virei de casa, tmb sou mãe de um prematurinho.

    Beijo grande!

    http://piticodegente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Lari adorei saber mas sobre vc e Gigi...2 guerreiras mãe e filha! Amiga parabens por ser essa super mulher!

    ResponderExcluir
  5. amigas obrigada por terem vindo ler o nosso relatooo *-* vcs sabem que ja são minhas amigas de coração né?!

    bjocas em todasss vcs

    ResponderExcluir
  6. Oi Lari....linda história,de superação e agora de muita alegria trazida por essa pimpolhinha linda apressada !!!Bjo !!!!

    ResponderExcluir
  7. Que depoimento lindo!!! A Lari é uma mãezona linda!!!! E essa pequena uma guerreira!!!! Adoreiii!!! Bjossssssssss

    ResponderExcluir
  8. Amiga,
    que guerreira que vocês são!
    Graças a Deus deu tudo certo!
    Admiro você ainda mais!
    Beijos em vcs, e já já Gi está com 1 ano!! \0/
    Angi

    ResponderExcluir
  9. Que história de sucesso hein?!
    É uma guerreira mesmo, nem foi pra uti!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. *---* :D Obrigadaaa por todo o carinho

    ResponderExcluir
  11. Lindo relato, Lari! Parabéns pra essa menina linda! Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Não pude deixar de ler seu relato (vi atraves do vidadegestante). Me amocionei. Meu pequenino de um mês tb precisou ficar no hospital pra ganhar peso e aprender a alimentar. Infelizmente não pegou o peito (continuo tentando e ele esta quase lá!), mas tiro leite com bomba e dou à ele.
    Me sinto orgulhosa de ser mãe de prematuro e ver como eles evoluem rápido. Parabéns pela menina linda!

    ResponderExcluir
  13. Olá Larissa!
    Parabéns pelo relato, pela força, dedicação e pela princesa, ela é linda!
    Me emocionei com a história de vcs, eu tb tive um prematuro, mas infelizmente ele partiu com 27 dias de vida...
    Gostaria de conversar contigo, tenho FAN reagente e suspeita de trombo... temo engravidar novamente já q meu anjo nasceu de 27s... provavelmente devido ao meu FAN.

    Caso possa pf entre em contato, meu email é alice.janaina@hotmail.com

    Obrigada, mta saúde e leitinho p/ vcs!
    Alice

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...